Considerada a maior metrópole do Nordeste brasileiro, Recife encanta por sua beleza urbana e natural. Dono de lindas praias, como a inesquecível Boa Viagem, e de uma arquitetura clássica, que remonta a opulência e a sofisticação de outras épocas, Recife é aquele destino que não pode faltar em sua lista de lugares para conhecer aqui no Brasil. 

Também conhecida como “Veneza brasileira”, a cidade dos arrecifes é marcada por um cenário repleto de casarões antigos, pontes, ilhas e canais. Mas não vá achando que Recife se resume apenas a praia e a arquitetura. Não. Além de tudo isso, a capital pernambucana ainda se destaca por seu lado cultural. Entre os nomes mais distintos, você encontra de Nelson Rodrigues à Romero Britto. Todos embalados pelo contagiante ritmo do frevo e do maracatu, que embalam também os turistas que vão à Recife em busca de seu famoso carnaval. 

Falando em carnaval, quem vai à Recife, não pode se esquecer de dar um pulinho em Olinda, cidade vizinha à capital pernambucana muito conhecida por suas igrejas e por seu carnaval de rua. 

E então? Vamos conhecer um pouco mais do Recife? 

O que fazer no Recife? 

Recife é o destino perfeito para quem procura passar o tempo com programas de qualidade, afinal, a capital pernambucana está repleta de atrações que agradam a gregos e a troianos. 

Para os amantes de história, a parte antiga da cidade é um prato cheio, recheado com os mais maravilhosos pontos turísticos que aguardam para ter sua história relembrada diariamente. Entre os mais famosos, você não pode deixar de conhecer o Marco Zero, Rua do Bom Jesus, Centro Cultural Judaico, Forte das Cinco Pontas, a Capela Dourada e a Torre Malakoff. 

Localizado na Praça Rio Branco, o Marco Zero é conhecido como local de fundação da cidade de Recife, além de ser utilizado como ponto inicial de contagem das distâncias calculadas a partir da capital pernambucana. Seu entorno também é muito interessante. Enquanto estiver por lá, aproveite para observar a vista para o Parque de Esculturas e os edifícios do Centro Cultural. Vale à pena conhecer. 

Andando pelo Recife antigo, você também encontra a Rua do Bom Jesus, antiga Rua dos Judeus, uma das ruas mais importantes de Recife. Apesar de pequena, esta rua é interessante por conta de seus edifícios antigos e coloridos, que lembram um pouco o centro da cidade americana de Nova Orleans. Entre os prédios mais famosos, está o casarão onde foi construída uma das primeiras sinagogas do mundo novo, a Sinagoga Kahal Zur Israel.

Construído pelos holandeses para proteger a capital pernambucana e ajudar na distribuição de água potável pela cidade, o Forte das Cinco Pontas foi a última construção holandesa no Recife. Seu nome deriva do seu formato de estrela e, mesmo após a perda de uma das pontas durante a sua restauração, ele se mantém firme e forte como a própria construção que o carrega com tanto orgulho. Nos dias de hoje, o local abriga o Museu da Cidade e suas exposições temporárias que contam um pouco da rica história do Recife. 

Simbolizando toda a riqueza do período colonial brasileiro, a Capela Dourada é considerada uma das igrejas mais bonitas da cidade do Recife. Localizada dentro do Convento de Santo Antônio, que também abriga o Museu de Arte Sacra, a capela apresenta riquíssimos detalhes em ouro, que envolve grande parte da madeira talhada nas paredes. Além disso, o conjunto se torna completo com a adição das imagens e pinturas sacras espalhadas pelo seu interior. O trabalho esculpido à mão e a grande quantidade de ouro no altar e nas paredes, arrancam o fôlego de milhares de turistas anualmente. 

Construída entre 1853 e 1855, durante a guerra da Crimeia, a Torre Malakoff foi utilizada como entrada para o Arsenal da Marinha. Hoje, abriga um amplo espaço cultural e científico com diversas exposições e um grande observatório astronômico. Enquanto estiver por lá, não deixe de subir até o seu topo. A vista panorâmica da torre é imperdível. 

Como nem só de passeios históricos vive o Recife, tire um tempinho das suas férias para passear fora da parte antiga da capital. Entre as atrações mais famosas, você encontra o Instituto Ricardo Brennand e a Oficina Brennand, ótimas opções de passeios ao ar livre. E, é claro, não poderia faltar uma visita à deliciosa praia de Boa Viagem.

Se você é fã de arte, não deixe de conhecer o Instituto Ricardo Brennand, um dos pontos turísticos mais interessantes localizados na Várzea do Recife. Nele, você encontra muito mais do que apenas obras de arte de autores brasileiros e internacionais, destacando-se também os objetos antigos e a arquitetura do local. Os edifícios em forma de castelo medieval encantam turistas de todas as idades, mostrando um pouco mais de um Brasil outrora holandês. 

Do lado oposto da Várzea, fica localizada a Oficina Brennand, onde o irmão de Ricardo, Francisco, famoso ceramista da região, expõe as suas peças em um delicioso espaço que mescla interior e exterior. O interior do local é responsável por abrigar suas pequenas esculturas, enquanto em seu exterior, ficam dispostas as esculturas maiores. Famoso por representar a vida e o nascimento, Francisco transpõe em suas obras a complexidade do corpo humano. 

Como não á para dizer que você visitou o Recife e não foi à nenhuma praia, a dica é tirar um dia para aproveitar a mais famosa da cidade, Boa Viagem. Com sua ótima estrutura para turistas, esta praia de águas mornas e esverdeadas oferece bastante sombra e água fresca próximo aos quiosques localizados em sua orla. Com ondas relativamente fracas na maré alta e com a formação de piscinas naturais durante a maré baixa, a Praia de Boa Viagem é perfeita para toda a família. 

Olinda

A famosa vizinha do Recife, Olinda, não poderia deixar de ser exaltada aqui. Famosa pelo seu carnaval e por sua religiosidade, Olinda encanta turistas de todas regiões do Brasil e do mundo. Por isso, trate de dar uma passadinha. 

Entre as principais atrações da cidade, não deixe de conhecer o Alto da Sé, onde ficam localizados o Elevador Panorâmico e a Sé de Olinda, o Mosteiro de São Bento e o Convento de São Francisco. Saindo da linha sacra, enquanto estiver por Olinda, visite também a Embaixada do Bonecos Gigantes, tradição carnavalesca da cidade.

Localizados no Alto da Sé, você conhece duas atrações muito interessantes, Elevador Panorâmico e a Sé de Olinda. A primeira trata-se de uma construção considerada um marco na arquitetura moderna brasileira. Com 20 metros de altura, o elevador dá acesso a um mirante com uma vista de 360 graus para Olinda e Recife. 

Logo ao lado dele, você encontra a Sé de Olinda, uma das igrejas mais famosas da cidade vizinha ao Recife. Com um exterior imponente e um interior adornado com muito ouro e azulejos portugueses, a Sé de Olinda é uma igreja que apresenta bastante riqueza em seus detalhes e vale à pena ser visitada. 

Andando pelo Centro Histórico de Olinda, você encontra um dos locais mais importantes da cidade, o Mosteiro de São Bento. Este prédio, todo criado à partir do estilo barroco, muito forte durante o Brasil colonial, inclui pinturas e trabalhos detalhados em ouro. A peça chave do local é seu altar de 12 metros de altura, todo feito em madeira e revestido em ouro. 

Datado de 1585, o Convento de São Francisco faz parte de um conjunto arquitetônico que reúne três edifícios, a Igreja de Nossa Senhora das Neves, a Capela de Santana e a Capela de São Roque. Com vários ambientes, o destaque vai para os azulejos portugueses que retratam a vida de Francisco de Assis. 

Se você não pôde conhecer o Carnaval de Recife e Olinda, não tem problema. A Embaixada dos Bonecos Gigantes expõe os famosos bonecos de Olinda durante o ano todo. Lá, você conhece um pouco mais sobre estas peças folclóricas, além de ter uma clara ideia da dimensão, da estrutura e do modo de criação dos personagens.  

Onde comer em Recife?

A gastronomia pernambucana é bastante miscigenada e leva influência da cozinha indígena, portuguesa e africana. 

Graças à sua localização, peixes e frutos do mar acabam se tornando os protagonistas da maioria dos pratos dessa região, entre eles, a peixada e a moqueca, porém, como herança dos sertanejos, pratos mais fortes se juntam ao cardápio, entre eles a buchada de bode, carne de sol, charque, sarapatel e dobradinha. 

Enquanto estiver por lá, aproveite para experimentar também as delícias doces da região, o queijo coalho com mel e o tradicional bolo de rolo.

Onde ficar? 

Quando você for ao Recife, definir a localização da sua hospedagem não será muito difícil. A maioria dos hotéis mais procurados pelos turistas se concentra no trecho entre Boa Viagem e Pina. Entre estas regiões, a frequência de bares e restaurantes é maior, além de haver também mais opções de transportes para os outros bairros da região metropolitana.  

Quando ir? 

Por ser uma cidade metropolitana, Recife está sempre recebendo visitantes, seja a negócios ou turismo. Porém, o fluxo de visitantes na cidade é muito mais intenso durante o verão, período no qual as praias são mais procuradas. Os verões no Recife costumam ser mais secos e com temperaturas mínimas de 28°C. Por outro lado, no inverno, as temperaturas ficam na média dos 25°C e as chuvas são mais constantes. 

Recife? #VaideMobai

Impossível não se encantar, não é mesmo? Venha conversar com a gente sobre esse destino de beleza e história fascinantes! Nós montamos muito mais do que um pacote de viagem. Criamos uma experiência personalizada, repleta de aventuras incríveis, com base naquilo que você quer. Acompanharemos você desde a programação da sua viagem até o seu retorno! A Mobai Viagens é uma agência de viagens localizada em Ribeirão Preto, no Complexo Empresarial do Shopping Iguatemi. Venha nos conhecer!